Vice de Bolsonaro volta a atacar o 13° salário

Brasil

O general Mourão, candidato a vice na chapa de Bolsonaro (PSL), voltou a atacar o 13° salário, numa clara sinalização aos empresários que querem o fim dos direitos trabalhistas.

A declaração se repetiu, apesar de Jair #Bolsonaro ter enquadrado e desautorizado as falas do general. Não há como disfarçar a real intenção da chapa.

O próprio Bolsonaro já havia se posicionado pela redução dos direitos dos trabalhadores votando a favor da reforma trabalhista. Mas, nesta reta final, ele vem escondendo e desmentindo esse posicionamento que deve lhe custar muitos votos.

A opinião do general sobre o fim do 13º salário pode ter desagrado os trabalhadores, mas era o que a Globo sempre quis ouvir de um candidato à Presidência.

Em abril de 1962, o jornal O Globo registrou na manchete o pensamento da elite brasileira: “Considerado desastroso para o país um 13º salário.”

Bolsonaro e Mourão são a possibilidade da conclusão do golpe nos trabalhadores

Deixe uma resposta