Temer agora tem medo do preço da gasolina que ele mesmo levou às nuvens

Brasil Econômia Negócios

Acendeu a luz vermelha no comando do golpe com a explosão do preço da gasolina patrocinada pelo próprio governo. Temer convocou a cúpula do governo na noite deste domingo (20) para encontrar uma solução. Desde 4 de abril o preço da gasolina já subiu 24,7%, com reajustes diários pela Petrobras na última semana. Os reajustes nos preços do combustível, em percentuais muito menores, foram um dos motores da campanha das mídias conservadoras e das redes sociais da direita contra o governo Dilma -agora, todos estão em silêncio.

Foram à reunião de ontem os ministros Moreira Franco (Minas e Energia), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Eduardo Guardia (Fazenda). A discussão se dá em torno de uma nova política para o preço dos combustíveis. Não foi anunciada nenhuma solução.

O aumento nos preços dos combustíveis tem sido uma das principais preocupações do Palácio do Planalto. “Temos que ter uma solução para isso”, disse o ministro Moreira Franco ao jornal Valor Econômico.

Na sexta-feira, em evento no Rio, Moreira já havia afirmado que o governo estava avaliando formas de reduzir o preço dos combustíveis. Os estudos seriam para diminuir os impostos incidentes sobre os derivados, como PIS/Cofins e ICMS. A empáfia de um dos principais líderes golpistas diminuiu. Moreira Franco disse apenas que a política de preços da Petrobras “parece acertada”, mas ao ser questionado se o modelo de precificação da estatal pode ser revista, disse que “vamos discutir”.

LEIA TAMBÉM >> Carreteiros param por redução do preço do combustivel

Deixe uma resposta