Serra Pelada aguarda nova era do ouro

Brasil Sociedade Virou noticia

O garimpo de Serra Pelada, localizado em Curionópolis, no sudeste do Pará, será aberto à lavra mecanizada de ouro depois que o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) analisar o relatório final de pesquisa apresentado ontem ao órgão em Belém pela mineradora canadense Colossus, com quem a Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp) firmou parceria para exploração dentro de uma área de 100 hectares, principalmente na cava de 500 metros de diâmetro e 300 metros de profundidade. Dentro desse colossal buraco os garimpeiros acreditam existir pelo menos 100 toneladas de ouro.

O resultado da análise será divulgado no final deste mês. Os documentos que a Colossus e a Coomigasp entregaram foram considerados positivos pelo diretor regional do DNPM, Every Tomaz de Aquino. Ele explicou ao DIÁRIO que antes de obter o alvará de exploração mineral ainda será necessário a Coomigasp “apresentar o Plano de Aproveitamento Econômico (PAE), detalhando entre outras exigências se a mina será subterrânea ou a céu aberto, além do estudo e relatório de impacto ambiental da área,

o conhecido Eia-Rima, à Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) para obtenção da licença”.

Segundo o delegado da Coomigasp, Victor Alvarado, a licença de exploração mineral representa o coroamento de uma luta de 17 anos em favor de 35 mil garimpeiros que serão beneficiados com a extração de ouro.

Deixe uma resposta