Resgatado com sucesso o homem feito refém por um urso durante um mês [vídeo]

Mundo

Um russo foi resgatado em um estado de mumificação depois de, alegadamente, ter passado um mês como refém de um urso pardo dentro de uma caverna. Identificado apenas como Alexander, a vítima disse que estava na região de Tuva, na fronteitra com a Mongólia, quando foi atacado e levado. Na luta contra o urso, Alexander partiu a coluna. Foi encontrado por cães de caça quando os caçadores o viram. Acreditavam que ar húmido tinha mumificado o corpo. Depressa percebram, contudo, que Alexander estava vivo. Sem conseguir recordar-se de detalhes, disse apenas que «bebia a própria urina para não morrer de sede», cita o jornal Siberian Times.

O urso pardo costuma armazenar alimentos para os comer mais tarde

Num vídeo divulgado por médicos, é pedido para que o homem abra os olhos e repita o nome dele, Alexander. A vítima tinha vários sinais de feridas e sangue coagulado por praticamente todo o corpo. Segundo os especialistas clínicos, «é um milagre ele estar vivo». Ursos pardos costumam guardar ou enterrar animais que caçam para os comerem mais tarde. Alexander temia tornar-se «a qualquer momento na refeição» do urso. A imprensa russa não divulgou o local específico onde o homem foi encontrado nem para que hospital foi levado.

Deixe uma resposta