Presidente das Filipinas chama Deus de “idiota” e revolta população católica

Religião

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, voltou a fazer declarações polêmicas, que causaram revolta entre a população do seu país, onde mais de 80% são católicos. Ele chamou Deus de “idiota” durante uma cúpula na cidade de Davao, onde falou em seu discurso sobre o conceito bíblico de pecado original.

“Adão comeu [o fruto proibido] e ali nasceu a maldade. Quem é esse Deus idiota?”, questionou. “Ele é um filho da $%#@ se foi isso que aconteceu. Você cria algo perfeito e depois pensa em um evento que destruiria a qualidade do seu trabalho?”.

Prosseguiu dizendo que “Foi um ato cometido por sua mãe e pai. Você nem nasceu ainda, mas já tem o pecado original. Que tipo de religião é essa? Não posso aceitá-la”, bradou o líder filipino.

Em seguida, afirmou sua crença em uma “mente universal”. “Acredito que existe uma mente universal. […] Não a vejo como um ser humano. […] Mas eu realmente acredito, eu tenho esta fé em algo permanente – mas não confio em religião”, assegurou.

Duterte fez declarações semelhantes no início deste mês, durante sua reunião com uma comunidade filipina na Coréia do Sul. “Se este é o Deus dos católicos, é uma mentira. Busquem um Deus certo”, insistiu.

Os comentários provocantes de Duterte em relação a Deus irritaram a cúpula da Igreja Católica, que vem sendo uma crítica feroz das políticas do presidente, especialmente no tocante ao uso da pena de morte contra traficantes. Com informações de Russia Today

Deixe uma resposta