Parte na acusação contra Lula, Petrobras bancou festa para Moro em Nova Iorque

Brasil

A Petrobras pagou cota de patrocínio de US$ 26 mil para a festa de homenagem ao juiz Sérgio Moro, em Nova Iorque, Estados Unidos, na última terça-feira (15). A estatal é parte na acusação contra Lula no caso tríplex.

O comentarista político Bob Fernandes, da TV Gazeta, repercutiu que a festa patrocinada por ao menos sete bancos e também pela petrolífera brasileira: “US$ 26 mil cada cota de patrocínio”.

Leia também >> Moro continuar com processos de Lula após decisão do STF é uma afronta; diz juiz

O patrocínio de bancos privados e da Petrobras foram drenados para a lobista Lide Global, organização criada pelo ex-prefeito de São Paulo João Doria, pré-candidato ao governo paulista pelo PSDB.

A Petrobras é parte na acusação contra Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex que mantém o ex-presidente preso político em Curitiba há 41 dias. Coincidentemente, os bancos privados querem o “couro” do PT, pois querem Lula fora das eleições de 2018.

Assista ao vídeo:

Deixe uma resposta