O caldo engrossou para Temer: outras categorias começam a aderir a greve dos caminhoneiros

Opnião

A greve dos caminhoneiros que deu início na segunda feira 21/05, continua e completa cinco dias nesta sexta-feira, apesar do acordo anunciado pelo Governo ontem que previa o fim da paralisação. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, rodovias de 25 Estados e do Distrito Federal continuavam bloqueadas por protestos hoje. As consequências da greve vão desde supermercados desabastecidos; postos de combustíveis sem estoque de etanol, gasolina e diesel; universidades e escolas com aulas suspensas; voos e transportes coletivos comprometidos; entre outros. Os caminhoneiros cruzaram os braços contra a alta do preço dos combustíveis, principalmente do diesel.

A paralisação afeta diversas áreas da sociedade, desde a cadeia produtora por falta de insumos, até o consumidor final que começa a sentir o desabastecimento de itens essenciais para o dia-dia, bem como, também aeroportos, hospitais, portos já sentem nesta quinta -feira os impactos dessa paralisação.

Diante do pouco caso que o governo vem tratando a situação, resistindo na redução de impostos sobre os combustíveis, nesta quinta-feira outras categorias como motoristas de vans, mototaxistas já aderiram a paralisação. Porém não vemos ainda envolvida uma categoria muito importante, que é a sociedade que no final acabada pagando a conta do combustível caro que é embutido no preço de venda final dos produtos. Cadê aquela mega multidão que vimos reunida durante os dias de carnaval? Temos a certeza que se a metade daquela multidão unir forças aos nossos heróis ‘caminhoneiros’ conseguiremos alcançar o objetivo que é combustível com preço justo. Talvez você que esteja lendo este artigo deseje também pagar um preço justo ao combustível, gás de cozinha, alimentos, etc., mas até o momento não aderiu ao movimento. E aí vai ficar parado pagando o preço da corrupção dos políticos? Tá satisfeito com a menor inflação de todos os tempos e altos preços?

Depois o governo baixa somente o preço do diesel, aí vai questionar porque somente o preço do diesel baixou e da gasolina não, do gás de cozinha também não. O governo simplesmente vai responder: “não vir a sociedade se manifestando contra o preço da gasolina, do gás de cozinha, a reivindicação é dos caminhoneiros a favor da baixa do diesel”.

Resultado de imagem para multidão no carnaval
Imagem internet: Multidão em festa carnavalesca.

Se a sociedade não tomar um posicionamento quanto às medidas que os governadores tomam, iremos a cada dia pagar mais caro. Tenha em mente que eles foram escolhidos pela sociedade, a sociedade que paga seus salários, benefícios para decidirem o melhor para a sociedade, muitos se corrompem ao chegar no poder e quer “ajudar” o amigo empresário prejudicando a sociedade. O petróleo é nosso, porquê pagamos combustível com preço em cima da cotação no mercado internacional? Cadê os panelaços, as luzes piscando à noite que não se ver mas?

A sociedade tem o poder e pode fazer muito pelo país.

Brasil mostra a tua cara!

Por: Silvestre Santos

Deixe uma resposta