Felipe Folgosi - Divulgação

NOVELAS: Há um “movimento que quer tentar desestruturar a família”, diz ex-ator da Globo

Brasil Religião Sociedade

A Bíblia ensina que apesar de muitas coisas serem lícitas, nem todas nos convém. Saber discernir conteúdos bons e ruins é uma responsabilidade que todo cristão precisa colocar em prática. O ator Felipe Folgosi, que já fez várias novelas para a Rede Globo, atualmente parece que entende melhor essa lição básica do evangelho e reconhece que apesar de atuar na mídia, há perigos que devem ser evitados.

Em um vídeo publicado pelo canal Central Gospel no Youtube, o ex-ator global testemunhou da sua fé em Cristo, dizendo que apesar de ter se convertido ainda adolescente, ficou afastado do evangelho até os 30 anos de idade:

“Nasci em uma família de classe média, que eu brinco ser católica apostólica espírita esotérica romana. Nós íamos à missa, mas existia uma busca espiritual da minha mãe. Ela sentia a necessidade de que algo estava faltando e eu acompanhava ela nessas viagens”, disse ele.

Novelas são uma forma de “bombardear a família”

Felipe, que já atuou em várias novelas, reconhece que esse é um instrumento que serve para influenciar a sociedade, tanto positiva como negativamente. Ele diz que há uma espécie de “movimento” criado para essa finalidade, deixando implícito que isso envolve muito o conceito de sexualidade:

“Cada vez mais o conceito de família tem sido bombardeado pela mídia, pelas novelas. Também existe o movimento que quer tentar desestruturar a família, que a base da sociedade. Biologicamente, não é que é uma construção social, mas é que na natureza para se reproduzir, para perpetuação da vida a gente precisa do macho da fêmea”, disse ele.

O ator falou dos períodos difíceis que passou com sua família, por volta dos 15 anos, quando seus pais se divorciaram e a mãe foi diagnosticada com uma grave doença. Após passar numa seleção para uma minissérie da Globo, ele iniciou a sua carreira, mas disse que estava consciente do seu dever enquanto “missionário”:

“Deus é capaz de fazer coisas boas para nós e ao mesmo tempo cumprir seu propósito. Isso aconteceu comigo porque Ele juntou todos os desejos que eu tinha. Eu trabalhava com ator e como missionário, porque eu acredito que nós somos missionários onde nós estamos, sendo pescador de homens”, disse ele.

Felipe explicou que o período que trabalhou para a Globo teve a oportunidade de evangelizar muitas pessoas, e que isso contrariava a visão que muitos tinham do que é ser um evangélico:

“Lá dentro evangelizei várias pessoas. Muita gente tinha a ideia de que ser cristão era ser alienado, mas eles viram que era diferente. Para muitos, ser evangélico é um atestado de burrice e foi muito interessante ver como as pessoas reagiram a mim”, conta.

Assista o testemunho completo abaixo:

Deixe uma resposta