Mais uma barragem da Vale pode se romper até sábado

Brasil

A Agência Nacional de Mineração (ANM) avalia que a barragem de rejeitos da mina de Gongo Soco, no município de Barão de Cocais (MG), pode se romper até sábado (25).

Por causa do risco, os moradores da cidade que vivem nas proximidades da mina estão evacuados, vivendo em hotéis e pousadas e casas de familiares desde fevereiro deste ano. A mina está fora de operação desde 2016.

A Justiça de Minas Gerais elevou o teto da multa à mineradora Vale para o valor de R$ 300 milhões, caso a mineradora não apresentasse um estudo de risco de rompimento da barragem.

Em entrevista ao Brasil de Fato, a representante do Movimento Pela Soberania Popular na Mineração (MAM) Maria Júlia Andrade relatou que “as informações vêm a público de conta-gotas e o pânico e o terror estão generalizados.”

“As pessoas não sabem se o risco é real, não sabem se vai romper ou não. Só sabem que existe um pânico e um medo. É uma bomba-relógio em cima de suas cabeças”. Afirmou Maria Júlia.

Deixe uma resposta