Mais um caso: Brasileiro assedia crianças na Copa da Rússia com frases homofóbicas

Brasil

Um torcedor brasileiro que foi à Rússia para assistir aos jogos da Copa do Mundo gravou e publicou um vídeo em que pede que duas crianças estrangeiras repitam, em português, frases homofóbicas.

Na gravação que circula em redes sociais, somente um dos dois garotos alvos do assédio repete frases como “Eu sou filho da puta”, “eu sou viado” e “eu dou para o Neymar”.

Após ser identificado por internautas, o torcedor, identificado como Lucas Marcelo, pediu desculpas ao menino, à “nação russa” e alegou que “esse tipo de brincadeira não faz parte da nossa nação brasileira”. As informações são do jornal Correio Braziliense.

Deixe uma resposta