Governo não cumpre concessão de R$ 0,46/litro de diesel e greve pode retornar na segunda feira

Brasil Econômia

#Michel Temer roeu a corda e agora afirma que o desconto no diesel será de apenas R$ 0,41 por litro. Para terminar  a #greve dos caminhoneiros, foi acordado que a redução seria de R$ 0,46.

O governo alega que houve erro no cálculo do desconto do diesel que chegaria nesta sexta (1º) nas bombas dos postos de gasolina, informa a Plural (Associação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência) e a Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes).

A Fecombustíveis representa os postos de gasolina, enquanto a Plural representa as distribuidoras.

Segundo o UOL, a Plural assegura que a diferença ocorre porque não teria sido levado em conta os 10% de biodiesel que são obrigatórios por lei em cada litro de diesel. Assim, a conta correta da dedução deveria ter sido feita pelo governo federal em cima de 90% do preço do litro do diesel na refinaria, e não sobre 100%, como fez o governo. De acordo com a entidade, refeita a conta com o custo do biodiesel incluso, o desconto máximo chega a R$ 0,41 por litro do combustível.

O governo Michel Temer, no entanto, jura que o desconto continuará sendo R$ 0,46 e que não houve erro de cálculo, como apontam os postos de combustível.

Os caminhoneiros dizem que ainda não sentiram a redução do diesel nas bombas. Ou seja, a luta continua…

Deixe uma resposta