Fim da tomada de três pinos vira prioridade do governo Bolsonaro

Brasil Dá para acreditar?

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) prepara uma norma para revogar o uso compulsório da tomada de três pinos – também chamada, por diversos assessores presidenciais, de tomada do PT. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (17) pelo jornal Valor Econômico.

“A sociedade brasileira, com toda legitimidade, rejeitou a tomada de três pinos”, disse ao Valor o secretário especial de Produtividade e Competitividade, Carlos Alexandre da Costa, que tem impulsionado as discussões.

No último mês de abril, o assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, já havia defendido a medida no Twitter.

“Depois de nos livrarmos do horário de verão, temos que nos livrar da tomada de três pinos, das urnas eletrônicas inauditávris e do acordo ortográfico”, tuitou na ocasião o assessor especial.

A líder na minoria na Câmara dos Deputados, deputada Jandira Feghali (PCdoB), se manifestou hoje sobre o assunto.

“Brasil terá pibinho de menos de 1%, mas Bolsonaro só tem olhos é para a tomada de três pinos…”, escreveu a deputada no Twitter.

Depois de nos livrarmos do horário de verão, temos que nos livrar da tomada de três pinos, das urnas eletrônicas inauditávris e do acordo ortográfico.

— Filipe G. Martins (@filgmartin) 6 de abril de 2019

Deixe uma resposta