Ex-presidente de estatal vietnamita é sentenciado à morte por corrupção

Corrupção Mundo

Nguyen Xuan Son, o ex-presidente da empresa estatal vietnamita PetroVietnam, foi sentenciado à morte por envolvimento em esquema de corrupção. Ele foi declarado culpado por desfalque, infringindo intencionalmente regras estatais sobre gestão econômica e abusando de sua posição e poder.

Nguyen foi preso em 2015 pela administração anterior do ex-primeiro-ministro Nguyen Tan Dung, se declarou inocente e vai recorrer do veredito.

O Partido Comunista do Vietnã continuou a repressão massiva contra a corrupção no setor financeiro do país com um julgamento coletivo de 51 funcionários e executivos bancários acusados de desvio de verbas e má gestão. Juntos eles causaram perdas de 69 milhões de dólares ao país. No entanto, esta é a primeira vez em anos que a pena de morte foi proferida contra um oficial de alto escalão.

O Vietnã tem uma das maiores taxas de execuções do mundo, de acordo com a Anistia Internacional, e só recentemente substituiu os esquadrões de tiro por injeções letais. De acordo com um relatório do Ministério da Segurança Pública do país, 429 prisioneiros foram executados entre agosto de 2013 e junho de 2016. Com informações do Sputnik Brasil.

Deixe uma resposta