Efeito Bolsonaro: Walmart encerra seu ‘comércio eletrônico’ no Brasil

Brasil Econômia

O gigante norte-americano do varejo, o Walmart, anunciou nesta sexta-feira (10) que a empresa encerra a venda de produtos pelo seu comércio eletrônico no país e passa a manter uma pequena estrutura interna como apoio às vendas já feitas pelos consumidores. A corporação demitiu 90 funcionários que trabalhavam diretamente no setor de vendas online.

Desde 2017 o site da gigante do varejo americano operava apenas no modelo marketplace, ou seja, vendendo produtos de outros lojistas, os chamados “sellers”. Cerca de 70 das 90 pessoas que compunham essa área foram demitidas. As restantes serão realocadas dentro do próprio Walmart.

Em nota oficial, o Walmart confirmou que, de fato, encerrará as atividades de comércio eletrônico, hoje sendo responsável por uma mínima parte do faturamento no Brasil, e que continuará atendendo nas 400 lojas físicas de atacado e varejo.

O Walmart Brasil é dono de marcas como Sam’s Club, Maxxi e Hipermercado Big.

Deixe uma resposta