Efeito Bolsonaro: Vendas no dia Dia das Mães desabam e varejo acumula queda

Brasil Econômia

As vendas realizadas para o Dia das Mães caíram 1,4% no país este ano, segundo o Indicador de Atividade do Comércio divulgado pela Serasa Experian nesta semana. Essa é a primeira queda no setor em três anos, aponta Serasa Experian. O desemprego e o repique inflacionário foram fatores que pesaram nos resultados, segundo o órgão.

O cálculo inclui as vendas da semana entre 6 a 12 de maio em relação à mesma semana do Dias das Mães do ano passado (7 a 13 de maio).

De acordo a Serasa Experian ainda, quando analisado o final de semana do Dia das Mães, 10 a 12 de maio, o indicador também apontou queda de 1,8% em todo o país na comparação com o final de semana do Dia das Mães do ano anterior (11 a 13 de maio). Depois do Natal e da Black Friday, o Dia das Mães é a data mais importante para o varejo.

As vendas no varejo para o mesmo período analisado pela Serasa Experian também recuaram na capital paulista. O Indicador Serasa apontou queda de 2,1% nas venda da cidade São Paulo ante a mesma semana do ano passado. No fim de semana da data comemorativa, as vendas caíram 4,1%.

Os economistas do Serasa Experian apontam que a queda das vendas nas lojas durante o Dia das Mães ocorre pelo elevado nível de desemprego e a alta da inflação que reduz o poder de compra dos consumidores. O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio tem como base uma amostra das consultas realizadas no banco de dados da Serasa Experian.

Deixe uma resposta