Deputado que tatuou nome de Temer recebeu R$ 7 milhões em emendas

A tatuagem feita pelo deputado Wladimir Costa (SD-PA), com o nome do presidente Michel Temer, tem causado rebuliço no meio político. Ele é um dos parlamentares que já declararam apoio ao peemedebista, durante a votação da denúncia por corrupção passiva, no plenário da Câmara, nesta quarta-feira (2).

PUB

Costa prometeu exibir a tatuagem durante a sessão, que tem início a partir das 9h. “Será um show de votos em favor do presidente. Só Deus derruba Temer. E ele é honesto. Então Deus não vai querer derrubá-lo”, disse.

 

A tatuagem de rena teria custado R$ 1.200, muito menos do que os quase R$ 7 milhões em emendas liberadas pelo governo Temer ao deputado.

O levantamento foi feito pela Organização Não-Governamental Contas Abertas. Deste valor, R$ 6,6 milhões foram liberados pelo governo apenas nos últimos dois meses, sendo R$ 4,7 milhões em junho, antes da votação da denúncia na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e R$ 1,86 milhões em julho.

Ainda segundo a ONG, o governo federal já liberou mais de R$ 4,2 bilhões em emendas para parlamentares.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta