Deputado diz que mãe de ministro deveria ser exposta com as ‘pernas abertas’

Brasil

O deputado Givaldo Carimbão (PHS-AL) insultou o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, durante uma audiência conjunta das comissões de Cultura e Segurança na Câmara para discutir a polêmica em torno das exposições realizadas em São Paulo e Porto Alegre sob a alegação de serem pornográficas. Ao criticar as exposições, Carimbão afirmou que a mãe do ministro também deveria ser exposta de pernas abertas.

“Tenho duas mães, minha Maria de Deus que me gerou pelo ventre. E na minha fé tenho Maria Santíssima. Queria que fosse com a mãe do ministro, mijando na cabeça dela. Queria que fosse com a mãe do ministro… Maria é minha mãe, é minha mãe. Queria pegar a mãe do ministro e botar de perna aberta para ver se ele gostava. Pegar sua filha…”, disse o parlamentar.

Irritado, Leitão levantou-se da mesa e exigiu respeito. “Ah não quer não (continuar participando da sessão conjunta) ? Quer ser ministro para encobrir…”, completou Carimbão. “Eu não admito. O senhor ofendeu a minha mãe. A minha falecida mãe merece todo o seu respeito”, retrucou o ministro.

O presidente da sessão, deputado Alberto Fraga, pediu desculpas pela agressão e determinou que as ofensas fossem retiradas das notas taquigráficas.

Após o episódio, o m Ministério da Cultura divulgou nota sobre as ofensas proferidas pelo parlamentar contra o ministro. No texto, o ministério afirma que Leitão “reforçou a posição do MinC favorável à extensão da classificação indicativa para exposições de artes visuais” e que “em determinado momento da audiência, houve colocações ofensivas dirigidas ao ministro, sem qualquer relação com o objeto ou com o tom do conjunto da audiência. Diante das repetidas ofensas, o ministro encerrou sua participação. Após o incidente, o deputado Alberto Fraga, da Comissão de Segurança, ligou para o ministro Sá Leitão e pediu desculpas em nome da Comissão e dos deputados que a compõem”.

Deixe uma resposta