DEPOIS DE GASTAR R$ 13,4 BI PARA SE SALVAR, TEMER PODE COBRAR IR DE 35%

Depois de gastar R$ 13,4 bilhões em emendas parlamentares para se salvar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, o governo de Michel Temer pensa em tirar da gaveta projetos de aumentos de impostos a fim de reforçar os cofres públicos a partir de 2018.

 

Entre esses projetos, a equipe econômica estuda uma alíquota maior do Imposto de Renda. Parte dos técnicos defende cobrança de até 35% para as pessoas físicas no ano que vem. A alíquota vai incidir justamente sobre o 1% mais rico da população, que é onde ainda se encontram apoiadores de MT.

 

Além dessa medida, governo pensa em instituir uma tributação sobre lucros e dividendos. É possível que a fraqueza de Temer diante de gravíssimas denúncias de corrupção não permita, no entanto, que ele tenha força para aprovar medidas impopulares como essa.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*