Convênio cria MBA gratuito em Gestão em Saúde no Pará

Educação Negócios

Os gestores da saúde pública do Pará agora têm uma opção para aperfeiçoar seus conhecimentos na área. A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e a Universidade do Estado do Pará (Uepa), assinaram convênio na terça-feira, 4, em Belém, para a criação do MBA Executivo em Administração com ênfase em Gestão Estratégica em Saúde.

O curso é o primeiro MBA gratuito na área de saúde a ser implantado no Pará. Com duração de 18 meses, o programa é destinado a profissionais que exercem cargos de liderança e planejamento nas entidades de saúde pública e hospitalares vinculadas à Sespa. A missão é formar e desenvolver o senso crítico dos profissionais que atuam na gestão de serviços e sistemas de saúde. Durante o curso, os gestores vão conhecer cases de outras organizações de saúde, que poderão transformar as práticas e realidades das unidades geridas por eles.

“Temos o compromisso de desenvolver a área da saúde, por isso, atuamos em prol da educação em saúde e, assim, colaboramos para fomentar uma rede pública eficiente”, comentou o diretor de Desenvolvimento da Pró-Saúde, Danilo Oliveira da Silva. “A entidade, que tem como uma de suas premissas investir na qualificação de seus colaboradores para garantir um atendimento de qualidade, também busca ampliar sua atuação, contribuindo na capacitação dos profissionais da rede pública do Estado do Pará”, destacou.

São ofertadas 40 vagas, com estimativa de 25 para o quadro de gestores da Sespa, cinco da Uepa e dez da Pró-Saúde. Ao final do curso, o candidato deverá apresentar um trabalho de conclusão, que obedecerá às mesmas normas de apresentação exigidas pelo Conselho Universitário da Uepa. A troca entre alunos e professores visa fortalecer competências consideradas fundamentais aos gestores, como liderança, visão sistêmica e de longo prazo, preparando-os, inclusive, para que se comuniquem de modo eficaz, com responsabilidade e ética social.

O convênio foi assinado pelo diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak; pelo secretário de Saúde Pública do Estado, Vitor Mateus, e pelo reitor da Uepa, Juarez Antônio Simões Quaresma, que destacou o êxito da parceria em projetos como o da residência médica no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém. “Se não fosse o apoio do HRBA, não teríamos o sucesso que temos em Santarém. Hoje, temos mais residência médica em Santarém do que em Belém”, revelou.

Paulo Czrnhak, diretor Operacional, lembrou que a Pró-Saúde teve oportunidade de viabilizar o MBA com outras universidades. “A Uepa é nossa parceira em dois hospitais e é uma instituição que está sempre em nossas relações no que tange saúde e educação. Agora, ela caminha conosco nesse desafio e acreditamos que será um sucesso”, afirmou. “É um dever da Pró-Saúde compartilhar conhecimento para que a curto e médio prazos tenhamos um padrão de gestão assistencial no nosso Estado. Com isso, quem ganha é a razão da nossa existência, que é a comunidade”, acrescentou.

Seleção de currículos

Os profissionais interessados serão submetidos a um processo seletivo que analisa o currículo e a atuação por, no mínimo, três anos em cargos de liderança ou planejamento e que será iniciado ainda no mês de abril, em data a ser divulgada posteriormente. “Nossa ideia é que a aula inaugural seja em maio e tenha a presença do governador Simão Jatene”, informou o secretário Vitor Mateus.

O candidato também apresentará documentos, como o histórico escolar e o diploma de graduação, além de uma carta de intenção, na qual deve expor os motivos que o levaram a cursar o MBA. O futuro aluno deverá, ainda, mostrar na carta seus objetivos em relação ao curso, além de se comprometer com a participação efetiva nas aulas.

A seleção acontecerá em duas etapas que englobam avaliação da documentação por uma comissão de profissionais da Pró-Saúde, Sespa e Uepa. Na segunda etapa, os candidatos convocados serão submetidos a uma entrevista pessoal com a coordenação geral.

Caso o pretendente esteja fora de Belém, a entrevista será feita via Skype. Neste caso, o candidato deve solicitar a entrevista virtual formalmente durante a inscrição. Nesse momento, o futuro aluno informa seu endereço eletrônico e o endereço de Skype. O currículo documentado tem maior peso na seleção, com quatro pontos. Já com a carta de intenção, o candidato pode obter três pontos. A compatibilidade da área de formação do curso e o objetivo garantem dois pontos e a entrevista pessoal, um.

A estrutura curricular do MBA conta com 18 disciplinas, incluindo Metodologia de Pesquisa, cujas aulas serão presenciais e em formato de Educação a Distância (EAD). No total, são 720 horas de curso, divididas em 360 horas em formato a distância e outras 360 presenciais.

O MBA em Gestão em Saúde é coordenado pelo médico e professor Juarez Antônio Simões Quaresma. Atual reitor da Uepa, o professor possui doutorado em Patologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Também é professor associado licenciado da Universidade Federal do Pará (UFPA) e pesquisador colaborador do Instituto Evandro Chagas em projetos de pesquisa da seção de Arbovirologia e Febres Hemorrágicas.

[sgmb id=”1″]

Deixe uma resposta