Central dos Trabalhadores Argentinos convoca ‘paro nacional’ contra o FMI e o ajuste de Macri

Mundo

A Central dos Trabalhadores Argentinos (CTA-A, CTA-T) convocou uma greve e mobilização nacional para a próxima quinta-feira (14), a partir das 15h, contra as medidas de ajuste fiscal do governo Maurício Macri, ordenadas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). Com a consigna “A dignidade não se negocia”, uma marcha de trabalhadores seguirá até a Plaza de Mayo. Como no Brasil, é possível uma forte adesão de sindicatos de caminhoneiros e de trabalhadores autônomos do setor.

“A decisão é um rechaço ao ajuste fiscal, aos tarifaços e a entrega da soberania nacional ao FMI, assim como a luta por melhores condições salariais para todos os trabalhadores”, afirma o comunicado conjunto assinado pelos secretários gerais Pablo Micheli (CTA-A) e Hugo Yasky (CTA-T).

Deixe uma resposta