Bolsonaro indica miliciano da UDR para cuidar da reforma agrária

Brasil

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), indicou para a Secretaria Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, que atualmente preside a milícia rural autodenominada União Democrática Ruralista (UDR). A indicação foi uma espécie de prêmio por seu apoio a Bolsonaro durante a campanha eleitoral.

Nabhan, um notório militante extremista contra a reforma agrária e o meio ambiente, defende o aumento do desmatamento na Amazônia, o combate aberto ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e o fim da fiscalização ao trabalho escravo no campo, que ele considera como uma “perseguição ideológica” aos latifundiários

Nabhan Garcia teve seu indiciamento pedido – por apropriação ilegal de terra pública, falso testemunho e ameaça – na CPI da Terra, em 2005, como chefe de uma milícia que, em 2003, apareceu em um programa de TV, atuando no Pontal do Paranapanema, em São Paulo, portando armas privativas das Forças Armadas.

Deixe uma resposta