Bolsonaro e Temer se unem pelo fim das aposentadorias; vem aí a reforma da previdência

Brasil Econômia

Daqui a pouco reúnem-se #Michel Temer (MDB) e o presidente eleito Jair #Bolsonaro (PSL), em Brasília, para definir a reforma da previdência, qual seja, o fim das aposentadorias.

Sem forças para abrir até um amendoim, Tinhoso [Temer] promete ajudar Coiso [Bolsonaro] a votar ainda este ano de 2018 as modificações na regra que aumentam a idade mínima para o trabalhador se aposentar. A diabólica ideia de ambos é que os brasileiros trabalhem até morrer, sem chances de utilizar a previdência social cujos recursos seriam reservados para o pagamento da dívida pública (SIC).

O sistema previdenciário defendido por Bolsonaro, ainda na campanha, consiste no fim da previdência pública tal qual conhecemos hoje e introduziria o regime de capitalização. As empresas deixariam de contribuir para a aposentadoria do trabalhador que seria, ele mesmo, o responsável pela guarda do próprio futuro. O dinheiro poder-se-ia ser sacado ou retirado aos poucos.

Pela proposta de capitalização, os bancos privados passariam a gerir as aposentadorias nos mesmos moldes dos fundos de pensão. A diferença é que o Estado e as empresas não fariam parte disso. Seria um contrato entre banqueiros e trabalhador.

Temer e Bolsonaro se encontram às 15h no Palácio do Planalto, segundo agenda da Presidência da República.

Deixe uma resposta